Finalmente a continuação da viagem pela Islândia que começou aqui:

— Roadtrip Islândia – O início —

Depois da maravilhosa e confortável noite no banheiro, estávamos prontas para começar de verdade a viagem pela Islândia. Às 9h da manhã, o pessoal apareceu no aeroporto e nos levou para a cidade para pegarmos a nossa van, a.k.a. hotel/cozinha/armário/transporte.

Off we go!

Alugamos com a empresa Kuku Campers – a qual não está me pagando para fazer esse jabá aqui, mas poderia #FicaADica. No escritório deles tem uma cestinha com as coisas que os outros campers compraram e não usaram, então já pegamos sal, papel higiênico e curry (?? não sei Brasil, fez sentido na hora) para levar para a nossa viagem. Mapinhas na mão, gás para o fogãozinho e bora desbravar a ilha. A primeira parada super interessante claro, foi no supermercado ahahaha O que se compra para uma viagem de 8 dias em uma van? Pão, macarrão e sopa instantânea. Saúde <<<< Dinheiro.

Começamos o dia fazendo parte do trajeto do Golden Circle, que é uma das mais famosas rotas da ilha, por ficar bem perto do aeroporto, e que inclui o parque nacional Þingvellir, a cachoeira Gullfoss e alguns gêiseres (gêisers, geysers, sei lá). O dia estava nublado, chovendo, escuro e desanimador. E quando chove, as chances de ver a aurora são infinitamente menores. Eu, dirigindo a van, me senti o próprio Pedro olhando para o lado e pensando:

Yo no volante, cilada constante.

Chegamos em Þingvellir (que para nós vira Thingvellir, já que aquela letra não existe no mundo real ahaha) e a chuva não parava. O mais interessante sobre o parque é que ele está bem no meio das duas placas tectônicas (Americana e Euroasiática) que dividem a Islândia. Eeeeee elas estão se separando a uma média de 2cm por ano. Eeeee dá pra ver as fendas e inclusive fazer mergulho em uma delas, chamada Silfra. Eeeee pergunta se deu pra ver alguma coisa com a chuva/vento na cara? Não, não deu ahaha Corremos para tirar uma foto com a vista do vale e passamos os outros 30 minutos na lojinha de conveniência – só por causa do aquecedor ahahaha

1 hora de viagem = encharcadas, morrendo de frio, querendo um banho quente, vento na cara, Airin perdida com o capuz..
Þingvellir e se você pegar esse tobogã escorregadio depois da chuva você já cai direto lá na casinha ahaha

Voltamos para a van e fomos para a área dos famosos gêiseres, chamada Haukadalur. A chuva ia e voltava, o sol vinha por 7 segundos e desaparecia. Chegamos e o cheiro desse lugar, Jeová! Terrível! Meio enxofre, meio ovos podres, só não perde para o REPOLHO que a sul coreana que mora comigo faz que empesteia o apartamento inteiro por semanas. Do corredor já dá pra saber que a bendita decidiu fazer o prato favorito dela, então quando você for pra Islândia e começar a sentir um cheiro estranho, é sinal de que você tá perto.

Litli Geysir  <3 = pequena poça de água fervente
Faça o seu pedido, jogue sua moeda e ajude a destruir a nossa bela natureza.

#YoTambémÉConhecimento e haviam dois grandes geysers nessa região: um chamado Strokkur e o outro chamado… Geysir! Aparentemente a nomenclatura geyser veio depois desse daí, mãssss rolou um terremoto e ele parou de entrar em erupção. Hoje em dia apenas Strokkur está em atividade e ele explode a cada 10 minutos mais ou menos. A diversão é ver todo mundo tentando tirar selfão no momento certo da erupção – e claro que nunca dá muito certo :)

Foco no meu riso desesperado porque o moço que pegou a câmera se atrapalhou e perdeu a erupção.

Na nossa foto dá pra ver nitidamente como o geyser fica quando explode ahaha para melhorar a visualização eu fiz esse GIF mara, do qual estou muito orgulhosa e minha mãe pode ver que todo o investimento dela no meu ensino médio técnico em informática valeu pra alguma coisa:

VAI TIRANDO SOCIEDADE. To aceitando jobs na área de animação gráfica também, só mandar mensagem.

E por último decidimos ir para a cachoeira Gullfoss. SASINHORA, se São Pedro já não estava colaborando antes, quando chegamos lá o mundo caiu. O vento de menos 300 graus, a água da cachoeira vindo na nossa cara ahaha Que tristeza. Nesse ponto eu já não sentia os dedos, a única bota meio-merda que eu tenho não é a prova da água e a melancolia de saber que não haveria banho de noite já dominava o coração. E o pior é que tinha uma noiva lá, tentando fazer book de casamento. Gente, não sei nem o que falar pra ela só sentir.

Expectativa da coitada da noiva X Nossa realidade

Nesse ponto eu só queria fazer um adendo de que:

1. A temperatura em outubro na Islândia fica na média dos míseros 8°C quando o sol tá batendo forte e 2°C (com sensação de menos 200) na madrugada.

10 da manhã, quedê Sol?

 2. A gente decidiu dividir as malas para não levar tanto peso pra viagem e não ocupar tanto espaço na van, o que claramente se mostrou uma atitude inconsequente e djuvenil quando descobrimos que as roupas molhadas não iam secar jamais e que colocar todas as roupas ao mesmo tempo para dormir ainda não era suficiente pra barrar o frio na van ahaha

Primeiro dia bem animador, passou aquela sensação de que era melhor não ter ido ahahaha Mãaaaaaas fomos descobrir que em Iceland é assim mesmo. Dias de luta, dias de glória, o tempo vira em questão de minutos.

Lição de Vida

Nos afastamos um pouco da última cachoeira para achar um lugarzinho com menos vento para dormir e acabamos parando a nossa vanzinha em algum estacionamento de uma piscina pública. Macarrão na panela e prontas para a primeira noite na ilha :)

Tudo menos banheiro :( SDDS pia/chuveiro/banheiro/higiene

* Dei uma relida no texto e parece um pouco depressivo/desanimador, mas eu juro que melhora! ahahaha Iceland é uma viagem incrível, um dos lugares mais lindos do mundo e algumas ciladas só tornam a viagem mais divertida (no futuro, quando você lembra porque quando você tem que dormir com a roupa molhada na van.. ahahahaha)*

Anúncios

2 comentários em “Roadtrip Islândia – Golden Circle

  1. Oi, tudo bem?
    Então, li alguns posts do seu blog e Meu Deus, te achei incrível!! Muita coragem pra viajar tanto assim, haha. Mas então, eu sei que essas viagens, por mais que econômicas, tem um gasto relativamente alto, certo? Minha dúvida é se você planejou muito e ficou juntando dinheiro ( o que eu não teria mta paciência hehe) ou se você simplesmente se jogou, sabe? Tenho vontade de fazer mestrado e doutorado no exterior, e sei que se tivesse uma oportunidade, eu faria, mas não quero esperar acontecer. Obrigada.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Fernanda! Tudo bem sim!!! :) Que legal que você comentou aqui! Então, agora eu to fazendo mestrado aqui na Europa.. Por isso consigo viajar mais, já que tudo aqui é relativamente perto e mais barato.. Mas ó, quando eu fui pros EUA eu era Au Pair e recebia salário pela família.. Todo o dinheiro que ganhei lá acabei usando pra viajar.. Quando fui pra Ásia eu fui com uma grana que eu tinha juntado, mas a Ásia é MUITO barata (era mais quando o dólar era mais barato pra gente né..) Mas se você tem vontade, acho que super rola se jogar.. tudo depende dos perrengues que você tá disposta a passar ahaha mas com WWOOF e Workaway hoje em dia dá pra gastar quase nada sim :)

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s