Pequena introdução sobre a vida sendo ela mesma, aka #ClasseMédiaSofre:

A minha cidade fica bem no meio da Dinamarca. O aeroporto mais próximo de lá chama-se Billund (e aparentemente é minúsculo e não conecta com quase nada). Dá pra se chegar também por Copenhagen ou por Hamburgo, na Alemanha, e pegar um trem/ônibus/carona de 3 horas para a minha cidade.

Fazendo todas as possibilidades de vôos possíveis pelo Google Flight, Expedia, Skyscanner, etc, as passagens diretas pra Copenhagen são sempre infinitamente mais caras. Claro que então meus vôos são sempre de/para Hamburgo. E nunca são diretos.

Toda uma vida de desenhos tortos no Paint.

Da primeira vez que vim para cá, fiquei 12 horas no aeroporto de Londres esperando a conexão (sem sair do aeroporto, porque só de respirar o ar londrino você já empobrece 10 moedas de ouro). Depois disso foram mais 8 horas no aeroporto de Hamburgo (minha segunda casa) esperando a rodoviária abrir para eu poder comprar uma passagem de ônibus. Agora quando fui pro Brasil, sai da minha tão tão distante cidade para Hamburgo de trem, dormi de novo no aeroporto por 9 horas (já tenho uma cadeira específica com meu nome, sei os macetes do WiFi e conheço o mocinho da limpeza da madrugada)  e fui para a conexão de 4h30 em Amsterdã.

DAAAAAÍ pela primeira vez eu consegui comprar a volta com uma conexão de avião de menos de 2 horas de espera pelo menor preço: Brasil-Paris-Hamburgo. Não o bastante, aproveitei a deixa e também já comprei a passagem de trem que me faria ter de esperar menos de 1 hora na estação para ir pra Kolding. A vida parecia boa e fácil.

Ateeeeé que eu cheguei no aeroporto de Guarulhos e meu vôo para Paris apareceu como “atraso metereológico”. Meia hora antes do embarque e a mocinha da Air France anunciava que, devido às condições de metereológicas (aka. chuva forte de 10 minutos), o nosso avião tinha ido dar um rolet no Rio de Janeiro e voltaria em NO MÍNIMO duas horas :)

R$45 no aeroporto, que equivalem à R$5 no mundo real. (e sim, ela escreveu Yousera de zuera no meu nome ahahah)

Recebemos todos um vale de 45 reais pra esbanjar na cantina do aeroporto. Tentei pegar uma cerveja de R$9,50 com o vale e a mocinha disse “senhora, álcool no vale não pode”. Tentei escolher uma salada de 24 reais (!!) e todas tinham carne. Fiquei com 3 pães de queijo, uma coca, um yogurte mini, uma água e uma batatinha de saquinho – por apenas 47 REAIS!!!. A parte mais divertida era ver todo mundo com os vouchers e com a calculadora do celular na mão pra ver o que dava pra pegar.

Ficamos lá mofando no aeroporto por 3h50 até o avião finalmente chegar. Nisso eu já tinha feito todas as contas que a minha capacidade de pessoa de humanas conseguiu para basicamente entender que eu tava bem ferrada. Se todo mundo corresse, ainda havia um vôo da AirFrance às 15h55 para Hamburgo e talvez eu conseguisse pegar o trem das 19h43 para Kolding – pagando 30 euros a mais do que eu paguei no meu ticket.

MAS CLARO QUE MURPHY NÃO QUIS. Chegamos em Paris às 15h15, fui correndo no balcão de atendimento perguntar e a mocinha super simpática -sqn- falou “é, o próximo vôo para Hamburgo é as 21h05 ok?” :) Me senti super ligada nas leis, mandei um procon pra cima dela, falei que “ok, claro, posso esperar 6 horas no aeroporto, mas quedê meu hotel? Meu motorista? Meu voucher de comida? Meu reembolso do trem?” – porque  segundo as minhas pesquisas no WiFi do aeroporto de Guarulhos eu super tinha direito à tudo isso, e ela só me olhou e disse “Quando é atraso metereológico isso não funciona meubem. Mas o voucher de comida sim! Tome-le 16 euros e vá”.

Adulta, independente, bem resolvida que sou, fiz o quê? Comecei a chorar ahahahahahaha E liguei pra minha irmã. Nem sei como ela me entendeu porque eu tava tão estressada que comecei a soluçar e as frases nem saíam direito. (OK, agora eu acho que chorar foi exagero, mas eu tava bem puta na hora ahahah) Ela ligou na Air France do Brasil e eles disseram que a gente realmente tinha direito à tudo isso, mas eles não podiam fazer nada de lá. Que eu tentasse falar de novo com a mocinha, ver se não dava pra ficar no lounge deles pelo menos, ou comprasse as coisas e depois mandasse os cupons para eles me reembolsarem. Voltei com a cara INCHADA e redonda pra linha de atendimento e outra mocinha me atendeu. Perguntei pra ela se não dava pra fazer nada, que eu queria ligar pro Customer Service deles e tal e ela pediu pra eu esperar. Deu um tempo, ela disse que ia ver se eu podia ficar no lounge da Air France. Apareceu também uma atendente brasileira, perguntou o que tava acontecendo e foi super fofinha e disse que ia tentar ajudar também.

Resultado? To aqui, bebendo uns bons vinhos e champagne no lounge business da Air France :)

Tudo freeee! Vou afogar as minhas mágoas de ter perdido o trem como? Bebendo.

 Cheguei e ainda perguntei pra mocinha se podia usar o voucher de 16 euros aqui e ela disse “nãaaao, aqui é tudo de graça! Pega esse voucher pra comprar alguma comida lá fora depois! :D”

O que estou fazendo então? Estocando comida na mochila, porque o inverno tá chegando na Dinamarca.

Maquininha de café, comidinhas, snacks. Vem gente!

~ Enquanto eu escrevo aqui, a mocinha da Air France acabou de passar oferecendo Champagne :) ~

Só para pincelar também o fato de que TODO MUNDO nesse lounge está 1. de terno, 2. com maletas de trabalho, 3. fazendo cara de pessoa séria de negócios, enquanto eu tô na minha terceira taça de vinho. De pochete suja e moletão.

Foto mico do dia: estilo pro lounge da classe business, ou você tem ou não tem.

O lounge é super chique, phyno, delicado. Todo mundo fala baixo e aparentemente eu era a única que não conseguia conter minha emoção e queria mandar uns áudios no whatsapp pra falar pra minha irmã que eu não ia ter que dormir no saguão. Também fui a única ~pobre~ que ficou tirando foto de tudo HAHAHA (MÃS vi gente estocando comida também nas bolsinhas, vai tirando!) A parada é tão legal que eles chamam você pelo nome quando seu vôo tá chegando, então você nem precisa se preocupar com horários. Eles também têm chuveiros aqui, salas de descanso, mesinhas para trabalhar, jornal, televisão, internet de graça! Vou só chorar quando chegar no aeroporto de Hamburgo e voltar pra ~minha cadeira especial~ para passar a madrugada.

 O fato é, ninguém vai oferecer nada pra você se você não pedir, insistir ou ter uma irmã foda  ~chorar~. Vi um monte de gente que pegou os vouchers de 16 euros e foi pro saguão procurar um lugar pra dormir um pouco.  Eu entendo que eles não tinham como prever o atraso por conta da chuva, mas ao mesmo tempo te deixar esperando no aeroporto por 4 horas e depois mais 6 não é legal :) VAMO DÁ BARRACO MEU POVO. Brinks, só conversar que tudo se resolve ahaha

Bom, ainda faltam duas horas pro meu próximo vôo e sinto que ~meu~ aeroporto de Hamburgo já me chama pra passar a noite, porque o próximo trem pra Kolding é às 4h35 da manhã e o próximo ônibus é às 8h30 :) Nota mental: beber mais um pouco pra esquecer essa informação.

Ainda não sei se a Air France vai querer me reembolsar pelo ticket de trem, mas tô feliz (efeito do álcool) no lounge aqui ahahaha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s