Cá estou, viajando de novo pela Europa de ônibus. Dessa vez a idéia incrível foi pegar um ônibus de 9h35 de Warsaw na Polônia para Berlim na Alemanha. Já dormi, já li livro, comi, já mudei de posição 17 vezes, cruzei metade da Polônia e ainda faltam umas 6 horas de viagem ahaha

Minha vista nas caminhadas pela Itália :)

Então decidi com um ~leve atraso começar a escrever sobre a fazendinha na Itália!

Fiquei duas semanas em uma cidade pequenina ao norte da Itália, trabalhando de novo como WWOOFer. Os donos dessa fazenda são um casal italiano&brasileira, com as duas crianças mais lindas desse país. -Uma informação importante aqui: desde que eu comecei a planejar o meu casamento com o padeiro ga-to de Florença, tenho já em mente que nossas crianças vão ser tão lindas quanto essas, pela mistura Brasil&Itália, Samba&Vinho.-

Aqui a rotina é bem diferente da fazenda da França. Acordamos às 8h da manhã, tomamos um café da manhã calmo e começamos a trabalhar. Temos um dia de folga na semana (normalmente domingo, mas a minha host disse que em temporada eles preferem deixar a segunda-feira livre). Trabalhamos até a hora do almoço, comemos, descansamos (SIESTA! É disso que eu to falando mundo! Vamos adotar!) e depois trabalhamos até umas 18/19h. Mesmo trabalhando efetivamente mais horas do que na França, a rotina é bem tranquila, podemos mudar de atividade a hora que quisermos e o tempo passa rapidinho :)

5 WWOOFers e 3 lobinhos <3

Nessa fazenda, além de ajudar com a plantação das verduras e legumes orgânicos que são vendidos no mercado, também ajudamos a construir uma parede de adobe para fechar o celeiro :)

Começamos então com as batatas! A primeira coisa que pediram para nós fazermos quando chegamos na fazenda foi cortar umas batatas já meio velhinhas para elas serem replantadas. Super simples, corta a batatatinha no meio, tentando deixar raízes nos dois lados.

A gente terminou a primeira caixa sem nenhum acidente e já estávamos prontas pra outra atividade. Só que: nem tão depressa djoven. Haviam mais 320 caixas de batatas escondidas em todos os cantos ahaha ficamos uns dois dias inteiros só cortando batatas.

Eu, Kate e o mar de batatas.

Foram tantas batatas que eu descobri que tenho um book com elas. Vou divulgar.

Eu, principessa das batatas.
Eu, verão, pernas bronzeadas e as batatas.
Eu, protegida do verão e as batatas.
Depois de tanto tempo com as batatas, começamos a criar laços e até nos apegamos a uma que parecia o Sr. Cabeça de Batata. Fui procurar depois, mas acho que acabamos cortando ele também :(

Você gosta mais de estudar ou de batata?
Hora de plantar! Aqui na fazenda eles têm esse tratorzinho MÁGICO. Muita tecnologia Brasil! Ahahaha
O avô foi dirigindo enquanto eu e a Kate sentamos nesse banquinhos simpáticos e fomos jogando batata no solo.

Meu tipo de Lamborghini :)
O processo é bem simples. É só pegar as batatas da caixa e colocar uma em cada espaço naquela rodinha azul que vai girando e, assim, elas vão cair na hora certa no chão e futuramente virar deliciosas batatas para serem  cozidas/assadas/fritas/purês e tudo mais.

Como é começo de primavera, estamos de novo tirando o que restou das plantinhas mortas no inverno e abrindo terreno para as novas mudas.

O que restou de quem um dia foi uva pra vinho.

Nessa fazenda eles plantam uvas e uma das nossas tarefas foi tirar a cerca de arame e os postes onde as uvinhas se prendem para crescerem lindas e virarem deliciosos vinhos! Vou falar: na vida, cada pessoa nasce com um dom. Kate, minha amiga canadense, descobriu o futuro dela enrolando esses fios malditos de arame em círculos perfeitos. Eu, ao contrário dela, consegui umas formas geométricas que nem tem nome. Considerei abstrato chique.

Os arames de formatos diversos.
As estacas que ajudam a segurar as uvinhas.

Além das uvas, tiramos também o plástico que fica na terra, como na fazenda da França. A única diferença é que aqui há uma mangueira embaixo deles para ajudar a irrigar as plantinhas que ali crescem, porque o solo é mais seco.

As mangueiras e um pedaço do plástico.
JÁ É HORA DA SIESTA?

Vou aproveitar a deixa da hora da siesta implementada na minha vida para sempre e escrevo sobre as outras coisas da fazendinha depois :)

Como não se apaixonar Itália? :)
Anúncios

2 comentários em “WWOOF na Itália – Agricultura Orgânica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s