O mercado tradicional de Ubud fica bem no centro da vila. É um passeio que está incluso em quase todos os tours pela cidade, junto com os campos de arroz e alguns templos. São centenas de stands, vendendo quadros, esculturas, estátuas, roupas, tecidos, enfim, tudo o que você quiser. É a 25 de março de Ubud! A minha homestay ficava pertinho do mercado, então lá fui eu de scooter xeretar.

Para estacionar a moto, flanelinhas sempre. Se eu bem me lembro, eles cobram 50 ou 100 mil rúpias (U$ 0.50/1) pra você estacionar. (É um valor aleatório que eles cobram quando vêem se você é turista ou não ahaha).
A arte balinesa e os cacarecos pra pendurar pela casa.

A dica no mercado é a de sempre no quesito compras na Indonésia: pechinchar sempre sempre. Se você estiver acompanhado, dá pra fazer aquele joguinho de “Ah, mas é tão lindo amor, quero tanto” e o outro “Não, é muito caro, não dá pra levar”, pro vendedor abaixar o preço. Até pensei em fingir que eu tinha duas personalidades e ficar discutindo comigo mesma, mas não achei que os vendedores me entenderiam :( Então, o que me sobrou? A cara de pau. O vendedor me dava um preço, eu pedia menos da metade sempre. E assim a gente ia chegando a um acordo do valor. Se ele não queria abaixar o preço, eu só começava a andar pra outro stand e ele já gritava “ok ok, volta”.

Como muitos turistas visitam esse mercado, qualquer coisa aqui custa mais do que o dobro do que em outro lugar. Me pediram 250.000 rúpias (U$25) em uma calça e eu levei por 110.000 (U$11). Tirando o fato de que eu sou muito julgada quando eu uso ela aqui no Brasil, porque é uma calça saruel colorida com elefantinhos, e que minha irmã já tentou jogar no monte de doação de roupas mais de 3 vezes, super valeu a pena :)

* Vale lembrar que a Indonésia é um país pobre e muito pouco desenvolvido. Por mais que você consiga pechinchar sempre, pense em quanto você acha que realmente vale determinada coisa e o quanto o vendedor vai ter de lucro. Às vezes são poucos centavos de dólar para nós, mas para eles é bastante dinheiro. *

Escultura de mais de U$ 1000. Nem pechichando muito.
Quem nunca quis um abridor de garrafas em formato peniano?

É assim que funciona o mercado tradicional de Ubud das 8 horas da manhã até as 6 da tarde, que é quando há mais turistas e as lojinhas estão abertas. Só que antes dos stands abrirem, entre as 5 e as 8 horas da manhã, é tudo bem diferente.

Eu voltei com a Gytia outro dia, às 6h da manhã, no meu super bom humor matinal (sqn) e fiquei chocada. Primeiro porque esse povo tem obsessão por um rolet na madrugada, vou te contar. Tudo bem que na Indonésia às 5 horas da manhã já tá um Sol do demônio, mas gente, dormir faz bem pra pele, emagrece, traz felicidade! E depois porque parecia que a gente tinha ido para outro lugar.

Nota-se que é ~levemente~ menos organizado e limpo..

Esse é o horário em que os locais visitam o mercado para comprar comidas e roupas, tudo com um preço muito mais baixo do que no período da tarde. Ouvi dizer que até os donos de restaurantes vão nesse horário para comprar frutas e alimentos frescos.

Frutas e legumes fresquinhos!
Flores e temperos de todos os tipos.
De 25 de março, o mercado de Ubud vira um mix de feirinha da madrugada do Brás com o Mercadão Municipal. Roupas são vendidas de baciada, há frutas e flores frescas e diversos temperos à venda. Os stands ficam fechados, então as vendas são feitas na rua mesmo. É difícil ver turistas pelo mercado à essa hora, mas os locais fazem a festa das compras. A Gitya me disse também que é super comum os indonésios comprarem roupas nesse tipo de mercado, pois em stands e nas lojas elas são muito caras.
Tem que ter muita paciência pra revirar o monte de roupas e achar alguma legal, que sirva.
Tem calcinha, sutiã, cueca, meia.. A mulherada tava fazendo a festa!
Outro ponto legal de ir bem cedinho ao mercado é que os balineses acreditam que a primeira venda traz boa sorte para eles (e para nós) durante o dia. Então quando os stands estão abrindo, perto das 8 horas da manhã, os vendedores estão mais dispostos a fazer negócio, porque recusar uma venda pode arruinar o dia deles (e talvez o nosso :( ). Comprei alguns lenços pela manhã em diferentes lojinhas e foram os vendedores mais amáveis que eu peguei. Todos eles me desejaram boa sorte e “abençoaram” o dinheiro quando eu paguei.
Dá pra comprar também sua oferenda pronta na rua. Depois é só ter fé :)
O Mercado de Ubud é super facinho de achar e vale a pena dar uma passada e comprar umas lembracinhas da viagem para trazer para o Brasil (sem abridores em formato de pênis, pls). Guarde um dia e vá de manhã, pois toda experiência de viagem vale mais a pena quando você também visita os lugares onde os locais se reúnem e vivencia a realidade deles, ao invés de só ir atrás dos pontos turísticos conhecidos por todos :)
Não só vocês Indonésia…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s